Archive for novembro 25, 2009

Inferno de fogo consome tanques de combustível em Jaipur, deixando rastros de mortos e feridos – 29.10.2009

Um devastador incêndio varreu um depósito de óleo combustível e terminais de distribuição da IOC (Companhia Indiana de Petróleo – sigla em inglês) nos arredores de Jaipur no dia 29 de outubro de 2009, matando pelo menos 15 pessoas e ferindo mais de 100. O número de mortos provavelmente deverá subir quando os trabalhos de rescaldo e varredura detalhada forem terminados. Todos os 12 tanques do terminal foram atingidos pelas chamas.

Relatórios preliminares informam que o incêndio começou depois que uma válvula do oleoduto falhou quando gasolina estava sendo transferida do terminal da IOC para o terminal de armazenamento da Bharat Petroleum localizado nas proximidades. O derrame maciço da gasolina altamente inflamável sendo bombeada a alta pressão foi detectado às 18h45 IST (horário oficial indiano – sigla em inglês) e uma equipe de técnicos tentou fazer o reparo por 40 minutos, sem sucesso; resultando na catástrofe que provocou mortos, feridos e na pesada destruição registrada.

O departamento de meteorologia registrou um tremor de 2,3 graus na escala Richter no momento da primeira explosão que foi ouvida às 19h36 IST. Tal foi o impacto das explosões que as janelas das casas situadas até três quilômetros de distância foram danificadas. A capacidade do terminal é de 8 milhões de litros de combustível. Veja vídeo preparado pela ANI news:


http://www.vimeo.com/7806716

Às 20h00 IST o fogo tornou-se incontrolável. Imediatamente todos os 12 tanques pegaram fogo! Estes eram tanques do tipo teto flutuante. O fogo começou de um vazamento no oleoduto e a explosão inicial pode ter danificado os selos de vapor do tanque, assim, a partir um vazamento na borda do tanque o fogo irrompeu e se alastrou. Uma tragédia maior foi evitada, pois os tanques de GLP do terminal mantiveram-se seguros. Trincheiras foram cavadas em torno do depósito da IOC para impedir a propagação do fogo. Pelo menos 42 edifícios em todo o depósito sinistrado foram completamente destruídos pelo fogo. As autoridades decidiram que não havia nada mais a ser feito do que esperar que todo o combustível fosse queimado, conforme informou o Ministro de Petróleo Indiano Murli Deora.  O incêndio durou 5 dias.

Uma área de cinco quilômetros de diâmetro foi declarada como “zona perigosa”. A área circundante foi evacuada e a energia cortada. Quinhentas mil pessoas transferidas para um local seguro. Muitos, entre aqueles que foram evacuados, eram pacientes, médicos e pessoal de um hospital do governo; bem como estudantes de engenharia e de medicina de 10 faculdades. Os feridos foram levados para três grandes hospitais de Jaipur.

Todas as fábricas e instituições que operavam na área industrial Sitapura foram solicitadas a transferir seu pessoal para outro local. Trezentos homens do Exército ajudaram no resgate, pois algumas pessoas poderiam ter ficado presas no depósito de combustíveis sinistrado. Veja segundo vídeo preparado pela ANI News:


http://www.vimeo.com/7806947

Todos os 31 destacamentos de bombeiros de Jaipur compareceram ao local e um perito de Mumbai foi contatado para sobrevoar a área e ajudar a apagar o fogo. O terminal recebe o seu abastecimento de refinaria de Mathura da IOC, através do oleoduto e alimenta parte do mercado de Rajasthan.

O Sr. MB Lal é o chefe da comissão de sete membros responsável pela investigação das causas do devastador incêndio no depósito da IOC, ele informou, no dia 9  de novembro de 2009, que o relatório final com os fatos, descobertas e sugestões será apresentado ao Ministério do Petróleo no prazo de sessenta dias.  Veja vídeo com uma coletânea de fotos preparadp pelo Conselho Editorial do Site Segurança em RISCO:


http://www.vimeo.com/7817660

Perguntado sobre o nível de poluição devido à fumaça emitida depois da extinção do fogo, ele disse que o conteúdo de hidrocarbonetos e sua quantidade também seriam cientificamente investigados. Questionado sobre o movimento das nuvens poluídas para Deli, como relatado em canais de notícias de TV, ele disse: “Não se preocupem com isto. Esta é uma questão local confinada a um raio de dez quilômetros. As emissões que se acumularam no céu irão se resolver por si mesmas. Claro que o conteúdo de hidrocarbonetos precisa ser verificado”. Veja vídeo sobre os danos ambientais que afetam a vida selvagem na região do sinistro, preparado pela CNN Índia:


http://www.vimeo.com/7819904

Lembrando que o governo estadual pretende mudar essas unidades para além de 35 quilômetros do limite da cidade, Lal afirmou que isto é uma questão tão séria como a segurança da vida humana, que foi a principal prioridade, e que a mudança ou reconstrução do depósito incendiado seria outro aspecto das sugestões da comissão para o Ministério do Petróleo.

novembro 25, 2009 at 6:46 pm Deixe um comentário


novembro 2009
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Blog Stats

  • 94.062 hits

Páginas

mais acessados

  • Nenhum