Refinaria da Caribbean Petroleum – GULF – de Porto Rico explode numa bola de fogo – 23.10.2009

novembro 19, 2009 at 3:04 pm Deixe um comentário

A enorme explosão na instalação Caribbean Petroleum Corp perto de San Juan, Porto Rico, colocou em perigo em 23 de outubro de 2009 as vidas de milhares de pessoas. A explosão provocou um incêndio que foi alimentado por combustível de aviação, combustíveis para navios e gasolina armazenada na refinaria. Produziram-se espessos rolos de fumaça preta potencialmente tóxica que podiam ser vistos de vários quilômetros de distância.

Nesta vista aérea da refinaria da Caribbean Petroleum feita antes do sinistro, obtida através do Google Maps, é possível ver a disposição e o tamanho dos tanques de armazenamento, boa parte dos quais foi atingido por explosões e fogo:

Centenas de pessoas que vivem a favor do vento a partir da instalação foram forçadas a abandonar suas casas. Aqueles que não foram evacuados foram orientados a manter as janelas em suas casas fechadas para evitar a fumaça tóxica proveniente do incêndio. Podem ser semanas, meses ou mesmo anos antes que as conseqüências sanitárias da explosão Caribbean Petroleum Corp tornem-se completamente conhecidas. Veja vídeo feito pela Guarda Costeira Americana que sobrevoou o local da catástrofe pouco tempo após a sua eclosão:


http://www.vimeo.com/7696432

A explosão ocorreu por volta de 12h30 e de acordo com a Rede Sísmica de Porto Rico, foi produzida uma onda de choque equivalente a um terremoto de magnitude 2,8 na escala Richter. A explosão foi tão forte que seccionou uma estrada nas proximidades e quebrou janelas de casas próximas.

Vinte e um dos 40 tanques na refinaria foram destruídos ou danificados pelo fogo. Era de se esperar que o fogo fosse levar vários dias para se extinguir, mas havia o perigo que novas explosões pudessem ocorrer. Oitenta e cinco bombeiros com 20 caminhões trabalharam para conter o fogo e esfriar os tanques de armazenamento para evitar novas explosões. Autoridades porto-riquenhas também solicitaram o apoio de especialistas em materiais perigosos dos EUA.

Evacuação e Ferimentos:

A Caribbian Petroleum Corp. é a dona da marca Gulf em Porto Rico. O local onde ocorreu a explosão é um depósito de gasolina e um centro de distribuição que armazena combustível para aviões a jato, combustível para navios e gasolina. A instalação também inclui uma refinaria que processa 48.000 barris/dia, mas segundo a empresa, a refinaria não estava em operação no momento da explosão.

O incêndio resultante aumentou de intensidade nas primeiras horas após a explosão, e cobriu as casas e propriedades na área com fuligem preta e cinzas. A fumaça foi tão espessa que a Administração Federal de Aviação implementou uma restrição temporária de vôo sobre a área.

Pelo menos 350 pessoas foram evacuadas de bairros vizinhos, e não se sabia quando eles poderiam voltar. Escolas das proximidades também foram fechadas no dia, e os porto-riquenhos foram instados a evitar a proximidade permitindo que a área pudesse ser mantida livre para os veículos de emergência. Vejam uma coletânea de fotos processada na forma de um vídeo por nosso Conselho Editorial:


http://www.vimeo.com/7696459

Embora ninguém tenha morrido na explosão, o governador porto-riquenho, Luis Fortuño, disse que uma pessoa teve necessidade de tratamento devido à inalação de fumaça, e outros dois sofreram ferimentos leves na base Buchanan’s Fort do Exército dos EUA adjacente à refinaria.Vários motoristas também ficaram feridos quando a explosão quebrou vidros de seus carros.Representantes da Caribbean Petroleum informaram que todos os funcionários estavam bem.

Ainda não se sabe o que causou a explosão. Os meios de comunicação têm relatado que agentes do FBI foram ao local. A polícia local e do FBI estavam examinando pichações encontradas após a explosão em um túnel de estrada de San Juan, com a mensagem: “Boom, fire, RIP, Gulf” (boom, fogo, “descanse em paz”, Gulf). Enquanto não se chegar a conclusões quanto ao significado do graffiti, um oficial da polícia disse que a mensagem era “motivo de preocupação”. Um funcionário local do ATF (Bureau of Alcohol, Tobbaco, Firearms and Explosives) Bureau dos EUA de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos informou que uma equipe especial vinda dos EUA também irá investigar a explosão. No entanto, essa investigação não teria início antes da extinção  do incêndio na refinaria.

A Caribbean Petroleum  tem um histórico ambiental problemático. Segundo o jornal The Miami Herald, esta empresa foi citada pelas principais infrações ambientais nos últimos dez anos que custaram um total de US $ 1,3 milhões em penalidades e multas.

Falando com as autoridades do FBI:

O FBI disse no dia 30 de outubro de 2009 que não há nenhuma evidência de sabotagem na explosão de semana passada na refinaria da Caribbean Petroleum. Vapores de gasolina do transbordamento de um tanque de combustível causaram a explosão, segundo Luis Fraticelli, o agente especial do FBI responsável para a ilha. Ele disse que mais de 240 investigadores analisaram a explosão e não foram encontradas evidências de que tivesse sido intencional. Mas Fraticelli disse que as autoridades ainda estão investigando se a negligência não tenha contribuído para o sinistro. “Como se trata de uma investigação federal, a palavra ‘acidente’ não será utilizada”, disse Fraticelli em uma entrevista coletiva.

Imediatamente antes da explosão, um navio-tanque havia descarregado cerca de 28.000 galões (106.000 litros) de combustível nos tanques, e uma quantidade indeterminada derramou em uma vala de drenagem que é capaz de lidar com um derramamento de 10 por cento, disse o porta-voz do ATF  Marcial Orlando Felix.

O combustível liberou uma grande quantidade de vapor, e algum incidente pode ter causado uma faísca. Agentes federais e locais interrogaram mais de 100 pessoas, incluindo funcionários da empresa, investigando indícios, incluindo as pichações encontradas após a explosão em um túnel de estrada na capital.

Os agentes também estão investigando se os sistemas de segurança estavam em ordem para impedir tamanha explosão e por que, aparentemente, nenhum alarme foi ativado. A explosão danificou mais de 200 casas, e equipes instalaram novas portas e janelas e repararam paredes. Doze casas necessitaram de reparos mais extensos, e seis serão demolidas parcial ou completamente. O presidente Barack Obama declarou Porto Rico como área de catástrofe e prometeu recursos governamentais de apoio.

Entry filed under: Sem-categoria.

Incêndio em plataforma de petróleo no Mar do Timor é controlado, a catástrofe ambiental não… 03.11.2009 Inferno de fogo consome tanques de combustível em Jaipur, deixando rastros de mortos e feridos – 29.10.2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


novembro 2009
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Blog Stats

  • 94.062 hits

Páginas

mais acessados

  • Nenhum

%d blogueiros gostam disto: