Archive for março, 2009

Incêndio provoca vazamento de produtos químicos por bairro de Diadema; dezessete pessoas foram socorridas – 27.03.2009

O fogo começou por volta das 7h30 do dia 27.03.2009, na na rua Henrique de Leo, Jardim Ruyce bairro de Diadema, Grande São Paulo. No local, estavam estocados, entre outros produtos, solvente e detergente. O material estava em tonéis, que foram lançados para fora do prédio com as explosões. Alguns atingiram imóveis vizinhos. O calor foi intenso na região. Ruas próximas foram interditadas ao tráfego.

Devido aos produtos químicos, ocorreram diversas explosões. As labaredas e a fumaça puderam ser vistas a distância. Moradores deixaram as casas às pressas. Produtos químicos vazaram do prédio e, em chamas, escorreram pelo asfalto. Pneus de carros ficaram derretidos nas garagens e portões, inchados. Fios da rede elétrica também foram derretidos, e moradores da região ficaram sem luz.

O Corpo de Bombeiros informou que explosões são normais em incêndios que envolvem produtos químicos. No total, 106 bombeiros, em 40 carros da corporação, participam do combate ao fogo. Segundo os bombeiros, o fogo foi considerado controlado por volta das 9h40. Por volta das 11h, eles faziam o trabalho de rescaldo, revirando o material queimado dentro do prédio em busca de novos focos de fogo.

Mais cedo, a prefeitura informou que a empresa tem licença ambiental e alvará para funcionamento. “Precisamos saber se o volume [de produto] autorizado era compatível com o que foi estocado”, disse o prefeito de Diadema, Mário Reali (PT). O tenente-coronel Valdeir Vasconcelos, do Corpo de Bombeiros, informou que a empresa afirmou que a empresa não tinha autorização para armazenar os produtos no local, pois não tinha o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

 A Prefeitura de Diadema (Grande São Paulo) informou que 18 casas e um galpão foram interditadas um dia após um incêndio destruir uma empresa que armazenava produtos químicos. Devido aos produtos químicos armazenados no local, ocorreram diversas explosões.

Segundo o secretário municipal de Defesa Social, José Francisco Alves, nenhuma das casas interditadas corre o risco de desabamento, mas não há previsão de liberação dos imóveis. A interdição, ainda segundo o secretário, se dá por questões ambientais.

“Num primeiro momento, os danos às residências não foram elevados. Mas a gente ainda sente o cheiro forte na rua, imagine nas casas que estão fechadas”, afirmou Alves. Além da fuligem, algumas casas tiveram danos na estrutura hidráulica.

As 18 famílias desalojadas, que totalizam cerca de 45 pessoas, recusaram o alojamento oferecido pela prefeitura e foram para casas de parentes.

“Como todas elas têm parentes próximos, preferiram não aceitar a nossa ajuda”, disse Alves. Cada uma das famílias vai receber uma cesta básica para ajudar nas despesas das casas que os alojaram.

Numa reunião com os moradores das casas atingidas, a Prefeitura sugeriu a possibilidade de uma bolsa-aluguel, mas ainda não há valores ou critérios estabelecidos.

Nove funcionários da Defesa Civil trabalham no local fazendo o monitoramento dos prédios atingidos e dando apoio logístico ao Corpo de Bombeiros.

[Vídeos originalmente armazenados no Google Vídeo (desativado) restabelecidos com cópias do Youtube em 09.05.2013]

Anúncios

março 29, 2009 at 4:22 am Deixe um comentário

Navio Tanque colide com navio transportador de containeres próximo a Dubai – 10.02.2009

Um navio petroleiro foi presa das chamas no dia 10.02.2009 após a colisão com um navio transportador de containeres em um canal de navegação ao largo da costa de Dubai.

Dois membros da tripulação do petroleiro que foram resgatados da água sofreram ferimentos leves, mas de ninguém morreu, reportou Sarah Lockie, uma porta-voz do DP World, operadora portuária baseada em Dubai 

As chamas foram extintas. O petroleiro que chegava ao porto golpeou um “uma embarcação de alimentação” um navio que transporta containeres de carga dos portos grandes aos menores, a aproximadamente oito quilômetros do porto de Jebel Ali. O petroleiro carregava um líquido usado para fazer o plástico.

Os detalhes sobre danos aos navios não estavam imediatamente disponíveis. Entretanto, as fotos do petroleiro em chamas tiradas por um avião de sightseeing  mostram plana danos substanciai a estibordo, ou do lado esquerdo, do petroleiro.

Veja as fotos de ambos os navios sinistrados:

 

O petroleiro Kashmir com a bandeira de Malta transportava aproximadamente 30.000 toneladas de condensado do óleo, de acordo com Stephen Olley da unidade de inteligência marinha da Lloyd da Grã Bretanha. Ele se dirigia do Irã para os Emirados Árabes Unidos.

A agência de notícias estatal dos Emirados – WAM, identificou o navio de contenedores como o Sima Saba. Entretanto, Jim Wilson da Revista de Trasnportes Fairplay disse que o navio era o Sima Saman, uma embarcação com a bandeira de Singapura de propriedade da Companhia Simatech Transportes com sede em Dubai. Na ocasião a  Simatech não pôde ser contatada para emitir seu comentário.

O destino do navio não era conhecido. Jebel Ali está situado na extremidade sudoeste de Dubai e é o maior dos dois portos principais da cidade. É operado pelo DP World, quarto maior operador portuário do mundo, e que pertence em 80 por cento ao governo de Dubai.

Veja o vídeo do sobrevôo do petroleiro sinistrado filmado em alta definição (o modo HD pode ser desativado para acelerar a visualização):

.

março 4, 2009 at 11:29 pm Deixe um comentário


março 2009
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Blog Stats

  • 84,434 hits

Tópicos recentes

Páginas