Incêndio já consome mais de 12 mil hectares de reservas na Serra do Amolar no Pantanal – 17.09.2008

setembro 18, 2008 at 9:02 pm Deixe um comentário

Equipes do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso tentam controlar o incêndio que já consumiu mais de 12 mil hectares de mata preservada na Serra do Amolar, divisa entre os dois Estados e a Bolívia. Isso equivale a uma área semelhante a seis vezes o território de Mônaco (com área de 1,95 km2) ou a 7,5 vezes a extensão do parque Ibirapuera (área de 1.584 km2).

O fogo começou na última sexta-feira, dia 12.09.2008, e vem se expandindo rapidamente pela região. Os fortes ventos e o período de seca no Pantanal facilitam a propagação das chamas. O difícil acesso ao local – só é possível chegar de barco ou avião – também prejudica a ação dos bombeiros. As RPPNs (reserva particular de patrimônio natural) Acurizal e Penha, situadas a cerca de 140 quilômetros de Corumbá (MS), foram as primeiras atingidas. Juntas, elas possuem quase 30 mil hectares de área preservada.
O incêndio já ameaça a RPPN Eliezer Batista, de propriedade da mineradora MMX, e o Parque Nacional do Pantanal, localizado em Poconé (MT). Após sobrevoar a região nesta quarta-feira (dia 17), os bombeiros constataram que o fogo está a menos de 3 quilômetros do parque, considerado patrimônio da humanidade pela Unesco.
Funcionários das RPPNs e do Ibama auxiliam no combate às chamas. A MMX mantém, desde sexta-feira, um avião agrícola no local. A aeronave tem capacidade para voar com 2,5 mil litros de água, mas o relevo e a fumaça dificultam a chegada do avião até os focos. Um helicóptero foi deslocado para a Serra do Amolar para ajudar nos trabalhos.
Segundo o Ibama, um raio teria provocado o incêndio. Para o órgão de proteção ambiental, apenas uma chuva é capaz de impedir que fogo avance. A meteorologia prevê a possibilidade de precipitação na região afetada apenas para o sábado.As queimadas são comuns no Pantanal durante este período de estiagem. Até o final de 2008, o Ibama havia detectado 47 focos de calor na região, número bem inferior ao mesmo período do ano passado, quando foram apurados 321 focos. Em setembro deste ano, os números voltaram a crescer. Até o último dia 15, haviam sido detectados 63 focos em Corumbá, quantidade superior a todos os meses anteriores somados.

Veja apresentação de algumas fotos de áreas deflagradas:

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube em 14.05.2013]

Entry filed under: Sem-categoria.

Incêndio na Rua 25 de Março, centro de São Paulo, destrói parcialmente um prédio – 13.09.2008 Incêndio destrói um apartamento no centro de São Paulo em plena Avenida São Luiz – 30.09.2008

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


setembro 2008
S T Q Q S S D
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Blog Stats

  • 93.433 hits

Páginas

mais acessados

  • Nenhum

%d blogueiros gostam disto: