Archive for novembro, 2007

Incêndio atinge fábrica de tintas em Mairinque no interior de São Paulo 29.11.2007

Fogo em reator químico de verniz de uma fábrica de tintas no município de Mairinque, estado de São Paulo, próximo à Rodovia Raposo Tavares, iniciou com explosão e se alastrou pela fábrica. Não há registro de vitimas.

Veja reportagem da Band News:

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube 28/05/2013]

Anúncios

novembro 30, 2007 at 8:45 pm Deixe um comentário

Navio que presta serviços à Petrobras pega fogo 28.11.2007

Acidente aconteceu na Bacia de Campos, na Região Norte Fluminense. Sete pessoas ficaram feridas no incêndio no navio sonda NS-15, na Bacia de Campos, na Região Norte Fluminense, que presta serviços à Petrobras.  Segundo a empresa, ninguém corre risco de morte. Cinco pessoas foram transferidas para o Rio e duas levadas para Macaé. O nome delas e dos hospitais onde elas estão internadas ainda não foram divulgados.

Como foi o acidente 

A Petrobras explica que o incêndio foi provocado por um vazamento de gás às 22h40 da quarta-feira (28.11.2007) no navio Noble Roger Eason NS-15, da empresa Noble, que presta serviços à empresa no campo de Marlim Leste, na Bacia de Campos. De acordo com a Petrobras, a embarcação, usada em trabalhos de sondagem e perfurações, pegou fogo próximo a algumas plataformas, a 120 km da costa, na Bacia de Campos, litoral Norte do Estado do Rio de Janeiro.

Os primeiros socorros às vítimas foram prestados pelo médico que trabalha a bordo. Em seguida, as vítimas foram resgatadas de helicóptero e transferidas para o hospital.

A Petrobras esclarece ainda que o navio sonda NS-15 presta serviço de perfuração e o acidente aconteceu durante operação de reentrada num dos poços do campo. Os trabalhos permanecem interrompidos até que haja liberação da empresa.  

O fogo foi controlado pela brigada de incêndio da embarcação. Para garantir a segurança das instalações e do meio ambiente foi feita uma inspeção submarina e a Petrobras constatou que o poço está em condições seguras.

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) e a Capitania dos Portos foram notificados oficialmente da ocorrência. Uma comissão da Petrobras vai apurar as causas do acidente. A Petrobrás está prestando toda a assistência às famílias das vítimas.

novembro 30, 2007 at 7:03 pm Deixe um comentário

Cuidado! O caminhão tanque em chamas está prestes a provocar um “BLEVE”…

Bombeiros estão sempre em situação de extremo risco, principalmente quando oferecem combate a sinistros que envolvem tanques com combustíveis. Neste exemplo vemos um caminhão tanque que foi presa das chamas numa auto estrada, o vídeo mostra o momento exato em que ocorre a gigantesca explosão que segue à uma primeira fase de implosão após a qual a estrutura explode e ocorre o que se convencionou chamar de “BLEVE” em inglês.

O sinistro atinge um caminhão tanque carregado com estireno, um dos produtos químicos industriais mais perigosos, tóxicos e explosivos que existe. Ao ser tomado pelas chamas vapores venenosos ameaçam os bombeiros que tentavam conter o inferno de chamas. Mas, havia um outro risco à espreita…

O sistema de refrigeração interna do tanque do caminhão parou de funcionar e o tanque em chamas transformou-se numa bomba relógio acionada! Os homens usaram mangueiras de alta pressão na tentativa de esfriar os destroços; mas, estavam perdendo a batalha… Repentinamente o tanque explodiu, enchendo o céu com uma gigantesca nuvem de chamas e cinzas incandescentes…

…4000 galões de estireno entraram em combustão num ciclone de fogo vertendo uma grande quantidade de destroços sobre os indefesos bombeiros. Quatro deles sofreram queimaduras, mas não foram registrados óbitos.

O termo “BLEVE” se refere à “Boiling Liquid Expanding Vapor Explosion” ou seja explosão causada pela expansão do vapor de líquido em ebulição.

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube em 28/05/2013]

novembro 23, 2007 at 8:09 pm 2 comentários

Explosão em posto de São Paulo mata frentista além de causar estragos, levantando a questão do uso de celular nestes lugares…

Frentista ajudava a descarregar combustível na madrugada de 19.11.2007 quando ocorreu uma explosão seguida de princípio de incêndio; com medo, moradores da região deixaram suas casas.

Um frentista, inicialmente, ficou gravemente ferido após uma explosão em um posto de combustível, em Pinheiros (zona oeste da capital de São Paulo), na madrugada do dia 19 de novembro passado. 

Tiago Vieira

O acidente, segundo testemunhas, ocorreu quando o funcionário do posto abriu o celular enquanto ajudava a descarregar 15 mil litros de combustível. O motorista do caminhão onde estava o combustível ajudou a apagar o fogo com o extintor de incêndio do veículo.

O frentista Carlos Roberto dos Santos, 45, ficou com 76% do corpo queimado e está internado em estado grave.
Ainda não é possível explicar a causa do acidente. A polícia investiga a possibilidade de que gases emitidos pelo combustível tenham entrado em contato com uma faísca liberada pelo celular e causado a explosão.

Segundo o dono do posto reportou à imprensa, Osvaldo Lopes, o frentista -que estava em cima do caminhão- abriu o celular no momento em que ajudava a descarregar o combustível. Lopes diz que imagens das câmeras de TV do posto mostram o momento em que Santos teria pegado o telefone do bolso.  

Vejam o vídeo de uma das câmaras de segurança do posto que mostra detalhes impressionantes desde lamentável acidente:

Abaixo mais um detalhe de como ficou a cena do acidente:

 Tiago Vieira

Uma lei municipal, de outubro de 2002, proíbe o uso de celulares em postos de gasolina em São Paulo. Quem desobedecer a lei está sujeito a multa. A cidade do Rio de Janeiro e o estado do Mato Grosso do Sul também proíbem o uso do aparelho no abastecimento.

O posto funciona no mesmo local há 30 anos, no cruzamento das ruas Lisboa e Artur Azevedo, e havia sido vistoriado em 19 de setembro. Entre outros problemas, a prefeitura verificou que faltavam sinalizações de “não fumar” no local. Parte do forro de plástico do teto do posto queimou, afetando as instalações elétricas. Uma das bombas de gasolina foi interditada pela prefeitura.

Em discussão: risco de explosão por celular em postos de abastecimento é baixo?

A controvérsia está aberta, mas o bom senso indica cautela… Embora uma lei municipal proíba o uso de celulares em postos de gasolina e os próprios fabricantes dos aparelhos recomendem, em seus manuais, que o dono desligue o telefone nesses locais, pesquisas de um lado e especialistas de outro, dizem ser mínima a possibilidade de um celular provocar um acidente como o relatado acima.

Neste BLOG já mostramos acidentes causados por motores de carros que se aproximam de nuvens explosivas causadas por vazamentos, e outros tipos de causas como tempestades atmosféricas. Tudo se locomove em torno de uma faísca em um ambiente explosivo. Já diz a sábia máxima de prevenção a incêndio:

SEMPRE QUE INFLAMÁVEIS SÃO LIBERADOS, OU HÁ UMA ATMOSFERA EXPLOSIVA (POR EXEMPLO, EM OPERAÇÕES DE CARGA E DESCARGA), UMA EXPLOSÃO SEGUIDA DE INCÊNDIO ESTÁ SOMENTE À DISTÂNCIA DE UMA FAÍSCA!

Como o assunto gira em torno de postos de combustível ai vão algumas verdades e precauções que devem ser observadas:

– Durante o abastecimento há emissão de vapor do combustível, que pode explodir (você sabe disto, pois sente o forte cheiro de combustível durante o ato de abastecer o carro).

– Ao abastecer, desligue o motor, o rádio e o celular.

– Apague os faróis.

– Freie o veículo.

– Não fume de maneira alguma.

– Motorista e passageiros devem sair do veículo e ficar a uma distância segura das bombas (principalmente no caso de GNV – Gás Natural Veicular).

– Quando for abastecer com GNV exija que o carro seja aterrado para evitar que faíscas provocadas por descargas elétricas de origem eletrostática provoquem explosões!

– Certifique-se de que a mangueira de abastecimento de GNV foi desconectada antes de dar a partida.

– Em caso de princípio de incêndio use extintores de pó químico ou gás carbônico (CO2) dentro das respectivas especificações e modos de uso. É uma boa prática saber como usar tais equipamentos (evite tentativas se não souber usar estes dispositivos – o risco é muito grande). Em caso do incêndio ter tomado conta do veículo e do se entorno saia do local o mais rápido possível e notifique as autoridades.

A prevenção ainda é o melhor remédio!

Nota de falecimento: em 22.11.2007 o frentista atingido pelo sinistro sucumbiu aos ferimentos.

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube em 28/05/2013]

novembro 21, 2007 at 3:58 pm Deixe um comentário

Esforços para o combate de incêndios florestais no sudoeste australiano

Reportagem mostra as condições do combate a incêndios florestais no sudoeste da Austrália. Ao lodo dos bombeiros profissionais há um grade número de brigadas compostas por voluntários que chegam a enfrentar jornadas de 15 horas sob temperaturas de até 45 graus, chegando a atingir, muitas vezes, o ponto de exaustão física, no incessante combate às chamas com a finalidade de salvar as propriedades. 

O vídeo mostra um mapa com, no caso, um total de 13 focos concomitantes fato que obriga a um esforço gigantesco de todos os envolvidos. 

Alguns moradores das áreas deflagradas são levados de helicóptero para sobrevoarem as suas propriedades e a avaliar a situação das mesmas antes de eventualmente tomar a difícil decisão de abandonar tudo. 

Vejam a reportagem elaborada pelo canal 7News da Austrália:

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube em 28/05/2013]

novembro 20, 2007 at 5:36 pm Deixe um comentário

Incêndio destrói barracos de uma favela da zona sul de São Paulo – 13.11.2007

Mais uma vez o drama de várias famílias faveladas se repete, desta vez no meio da madrugada, às 3h30 irrompeu o fogo na favela Albion na zona sul da capital de São Paulo. As 20 viaturas do Corpo de Bombeiros, Defesa Civíl de Polícia Militar que acudiram ao local e seus incansáveis e bravos bombeiros e outros elementos pouco puderam fazer ante às condições de acessibilidade e compactação dos casebres. 

Aqui deve ser lembrado o trabalho voluntário e comunitário que o IPT iniciou, através do Sr. Tomina, no sentido de estabelecer treinamentos para brigadas de incêndios em favelas e criar uma consciência defensiva dos envolvidos.

Na verdade há grupos interessados em transmitir conhecimentos aos favelados sobre como fazer instalações elétricas seguras isto já seria um fator para reduzir uma das grandes fontes de risco. O aspecto clandestino de algumas ligações elétricas coloca estes grupos (que trabalham no sentido da segurança da população carente) em rota de conflito com as concessionárias de energia elétrica (que obviamente agem no sentido de resguardar o seu patrimônio) e a saída tem sido a urbanização de favelas, que tem ocorrido em algumas delas.

Outros aspectos como deixar rotas de entrada para carros de bombeiros e criação de brigadas de incêndio nem sempre são bem vistas por lideres destas comunidades por questões estratégias internas, o que, infelizmente, não permite aumentar a segurança destas assim chamadas “aglomerações humanas”. Sendo assim não é raro ver notícias como esta nas manchetes dos jornais diários.

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube em 28/05/2013]

novembro 13, 2007 at 6:13 pm Deixe um comentário

Incêndio atinge zona industrial a leste de Londres – 12.11.2007

Um grande incêndio tomou conta de um armazém no leste de Londres na segunda-feira, 12 de novembro de 2007, lançando uma espessa coluna de fumaça sobre a capital britânica. Os bombeiros e a polícia já investigam o que causou o fogo, e suspeitas de terrorismo foram inicialmente descartadas.

Segundo um porta-voz da polícia, o incidente começou por volta das 12h15 locais, numa antiga garagem de ônibus. “Nada sugere no momento que seja outra coisa que não um incêndio”, afirmou. Segundo o serviço de ambulâncias, não há relatos de vítimas no local.

 

O fato de terem sido atingidos ônibus antigos levanta uma questão importante, geralmente negligenciada de um modo geral: a proteção de coleções de veículos raros e muitas vezes insubstituíveis. Aqui no Brasil há grandes coleções particulares de carros e poucos museus, mas geralmente a falta de espaço obriga a uma superlotação da área disponível sem que os cuidados relativos à proteção imprescindível contra o risco de incêndio sejam tomados.

Este é um caso a ser analisado em detalhes pelos proprietários destas coleções, pois o investimento nos bens colecionados certamente sobrepuja em muito ao investimento na logística e no equipamento de detecção, alarme e combate a incêndio nas áreas onde estas relíquias estão confinadas.

[Vídeo originalmente armazenado no Google Vídeo (desativado) restabelecido com cópia do Youtube em 28/05/2013]

novembro 13, 2007 at 5:45 pm Deixe um comentário

Posts antigos


novembro 2007
S T Q Q S S D
« out   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 85,491 hits

Tópicos recentes

Páginas

mais acessados

  • Nenhum